domingo, janeiro 06, 2008

MANUAL DE RESTAURAÇÃO DE DUNAS COSTEIRAS

Foi recentemente editado pelo Ministério do Meio Ambiente Espanhol, o Manual de Restauração de Dunas Costeiras.
Um documento bastante interessante que abrange diversos tópicos, entre os quais se podem destacar as Técnicas de Restauração, os Métodos de Cultivo de Plantas Dunares, e alguns exemplos práticos de actuação.

Nos links abaixo poderão descarregar o manual completo (27,2 mb), ou então visitar a página do Ministério Espanhol e descarregá-lo por capítulos.

- Manual de Restauração de Dunas Costeiras (versão completa)

- Ministério do Meio Ambiente de Espanha (versão em capítulos)

Saudações verdes

Aldo Freitas

9 comentários:

Nuno disse...

Olá a todos os amigos eng.ºs biofísicos! que tal um workshop de restauração de dunas para a praia de Alvor, concelho de Portimão? eu posso tentar ver se o dep. de Ambiente da CM de Portimão poderá dar alguma ajuda! pensem e digam qq coisa para se tentar organizar algo!
Cumprimentos, abraços e beijinhos a que de direito :p
Nuno Bemposta, Geógrafo

Pedro Martinho disse...

Olá Nuno!

Não conheço bem a zona mas parece-me uma óptima ideia. Vê então que contactos e possíveis apoios consegues reunir para em conjunto tentarmos organizar o workshop. Convém é q seja num fim de semana... e já agora até fins de Abril no máximo, senão arriscamo-nos a que possíveis plantações que sejam necessárias fazer não resultem.

Um abraço

Pedro Martinho

Nuno disse...

Então eu no início de Fevereiro vou tentar ver na CMP o que se pode arranjar, gostaria é de quem quisesse organizar me dê umas dicas do que pensam que se pode pedir ao dep. de Ambiente!
A zona é linda, é uma pena não conheceres Pedro! lol
o meu mail é nunobemposta@gmail.com
um abraço
Nuno

Pedro Martinho disse...

Nuno

Podes tentar ver se arranjas uma sala e um projector para a parte teórica do Workshop. Para além disso deverão ser necessárias algumas ferramentas, no entanto, dependerão do que se vai fazer. Se forem só plantações bastarão uns sachos, uns baldes e umas pás, mas se quisermos construir uma paliçada, em troncos e/ou canas então aí certamente serão precisos uns maços, uns alicates de corte e arame. Para além de tudo isto são precisas também as plantas (Ammophila arenaria e Elymus farctus, pelo menos). Comprar as plantas penso q estará fora de questão por isso penso que poderemos usar a propagação vegetativa, cortando e plantando partes de plantas existentes no local. O corte deve ser feito de modo a q se obtenha um pouco do rizoma e de parte aérea.

Vai pensando nisto e quando tiveres novidades diz.

Abraço

Pedro

Nuno disse...

Ok Pedro
em fevereiro vou começar a tratar disso, penso q se poderá fazer sem problemas de maior! basta um dia para o workshop certo? assim q tiver novidades aviso!
abraço a todos
Nuno

Quinta Cabeça do Mato disse...

OLA , ficamos muito felizes por ter conhecimento do vosso projecto. Nos tambem tem um projecto de construçao de baixo impacto, nosso blog www.quintacabecadomato.blogspot.com Ireimos fazer um Encontro Verde em Março. www.encontrovede.wordpress.com e gostariamos do vos convidar para participar. e bom conheçer pessoas com a mesmo visao que nos... abrços ecologicas

Nuno disse...

Caros amigos
já entrei em contacto com o responsável do dep. de ambiente da câmara municipal, e eles prontificam-se a disponibilizar sala, video-projector, emissão de certificados de presença e divulgação do workshop.
entretanto terei que entrar em contacto com a ccdr (pois necessitamos da autorização pra efectuar o workshop no local) tb como eles têm o plano de construir um passadiço ao longo do sistema praia/duna poderiam participar nas apresentações do workshop.
tentarei o contacto telefónico ainda hj com a ccdr e terei que formalizar o pedido por escrito à câmara municipal.
por favor kem kiser organizar isto entre em contacto cmg pra começar-mos fazer os contactos oficialmente.
abraço a todos

Luiz Amadeu Coutinho disse...

Excelente Blog. Já está nos meus favoritos.

Parabéns.

Luiz Amadeu Coutinho
Geógrafo
Geoinformação Online

Fátima Silva disse...

Parece uma iniciativa muito interessante. Gostaria de vos desafiar a comentarem sobre sustentabilidade ecológica e progresso económico, lá no meu espaço. Que tal, aceitam o desafio?
Bom Carnaval para vós.